Paulo Câmara: “teremos uma gestão inovadora e criativa a partir de 2015”


Para uma plateia de mais de 500 pessoas, entre empresários, economistas, educadores e profissionais liberais, o pré-candidato ao Governo pela Frente Popular, Paulo Câmara (PSB,) defendeu uma gestão inovadora e criativa a partir de 2015 para o Estado de Pernambuco. Uma gestão, que segundo ele, priorize a qualidade de vida da população, oferecendo um novo padrão de qualidade dos serviços prestados pelo Estado, aliando ações que garantam uma economia segura e uma melhor assistência à população, sem esquecer, contudo, o meio-ambiente. “Essa visão sustentável é o que precisamos e o que vamos propor em nosso Programa de Governo”, ressaltou.

FORMADORES. WAGNER RAMOS

Para Paulo, Pernambuco se preparou para esse avanço. “Nos últimos anos, multiplicamos por quatro a nossa capacidade de investimento público. Passamos de um investimento de R$ 800 milhões em 2007, para R$ 3,7 bilhões no ano passado”, disse, lembrando que o Estado também se sobressaiu no PIB (Produto Interno Bruto) industrial. “De 2011 a 2013, o PIB da indústria chegou a 14,3%, enquanto o Brasil chegou a 2% e a Bahia, o Estado mais rico do Nordeste, chegou a 5%”.
Entre os presentes no encontro, estavam vários nomes conhecidos do mundo acadêmico.  A economista Tânia Bacelar, o professor universitário Sérgio Buarque, o ex-secretário de Ciência e Tecnologia de Pernambuco, o engenheiro e hoje consultor, Cláudio Marinho, o professor José Luiz Ratton, idealizador do Programa Pacto pela Vida, entre outros.

evento formadores. Foto Rodrigo Lobo

Segundo o coordenador do Programa de Governo, Antônio Alexandre, todos mostraram interesse em contribuir com suas ideias para o Plano de Governo do socialista, ajudando, cada um, em sua área. “Essa primeira reunião foi o ponto de partida para os próximos encontros temáticos que iremos realizar com colaboração desse grupo que está aqui”, explicou.

FORMADORES DE OPINIAO. WAGNER RAMOS

A economista Tânia Bacelar, que fez um alerta ao pré-candidato Paulo Câmara e aos demais membros da chapa socialista, Raul Henry (vice) e Fernando Bezerra Coelho (pré-candidato ao senado), lembrou que “esse não e o século das ferrovias, nem das refinarias. Esse é o século da economia do conhecimento”, disse, defendendo que a prioridade a ser dada às políticas sociais precisa ser do mesmo tamanho da que será dada a política econômica. “Não e só botar renda na mão do trabalhador, tem que vir junto com a educação, com assistência social, com valorização e conhecimento”, reforçou. 

Tânia lembrou também os desafios que o próximo governador terá, sobretudo, para interiorizar os investimentos e citou, como exemplo, a necessidade da reestruturação da Zona da Mata, que vive com sérios problemas sociais, sobretudo, em decorrência da decadência da atividade açucareira.

Assessoria do PSB

Publicado em maio 27, 2014, em AGRESTE NEWS, AGRESTE NEWS REVISTA, Noticias de Garanhuns, Noticias de Paranatama, Noticias de Paranatama e Região, Noticias do agreste, Noticias do Sertão Pernambucano e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: