CORINTHIANS PERDE EM CASA PARA O BOCA E ESTÁ FORA DA LIBERTADORES


Precisando vencer, time paulista empatou em 1 a 1. Gol de Riquelme não estava nos planos corintianos, que só empataram com Paulinho no segundo tempo.

Atual campeão, o Corinthians deu adeus à Copa Libertadores nesta quarta-feira, ao empatar em 1 a 1 com o Boca Juniors, justamente a equipe que bateu na decisão da competição no ano passado. Jogando no Pacaembu, o time paulista precisava reverter a vantagem que o time argentino obteve no primeiro duelo, com a vitória por 1 a 0. Mas a situação piorou logo na etapa inicial, com gol de Juan Román Riquelme, que colocou na frente os argentinos. Paulinho empatou no segundo tempo, mas os outros dois gols não saíram e a eliminação foi selada, junto com a vingança do Boca pela derrota no ano passado.

 

Monte Horebe ServiçosCom a queda corintiana, a competição continental chegará ao seu 12º ano sem um bicampeão. O último foi justamente o Boca Juniors, que levantou o troféu em 2000 e 2001, batendo Palmeiras e Cruz Azul, respectivamente. Quem chegou a uma marca expressiva hoje foi o técnico argentino Carlos Bianchi, que pela oitava vez ajudou a eliminar uma equipe brasileira. O comandante “xeneize” busca neste ano seu quinto título da Libertadores, o quarto com o Boca – foi campeão uma vez com o Vélez Sarsfield.

Agora, a equipe portenha enfrentará nas quartas de final o Newell’s Old Boys, que mais cedo despachou o Vélez Sarsfield, fora de casa, com vitória por 2 a 1, revertendo a desvantagem sofrida no jogo de ida, quando perdera por 1 a 0. Já o Corinthians voltará suas atenções para a decisão do Campeonato Paulista, já que no domingo terá pela frente o Santos, no duelo de volta. No restante da temporada, a equipe tem como principal objetivo garantir vaga na próxima edição da Libertadores, seja pela Copa do Brasil ou Campeonato Brasileiro.

O jogo – A grande novidade para a partida foi justamente a presença de Riquelme, que não atuou em La Bombonera. Com isso, o ex-corintino Juan Manuel Martínez foi para o banco. Já o meia Pablo Ledesma, expulso no jogo de ida, ficou de fora. O time paulista, por sua vez, entrou em campo com a mesma formação da primeira partida. Os desfalques eram o meia Renato Augusto, lesionado, e Jorge Henrique, afastado do elenco pela diretoria por indisciplina.

Se nas arquibancadas a torcida fazia sua parte, no gramado o Corinthians não se encontrava desde o início. O Boca Juniors desde o primeiro minuto foi mais efetivo no ataque, com uma forte marcação no meio de campo e saídas rápidas buscando os homens de frente.

Logo aos 9 minutos de jogo, em uma das poucas chegadas ao setor ofensivo, Emerson teve ação impedida pelo corte de Marin com a mão. Todo o atacante reclamou de um pênalti, que não foi marcado pelo árbitro Carlos Amarilla, que ainda advertiu o ‘Sheik’ com cartão amarelo. Aos poucos, o Corinthians dominou a posse de bola, mas sem conseguir levar perigo ao adversário, o que só aconteceu aos 23 minutos de jogo, quando Romarinho recebeu livre, e quando se livrava do goleiro Orion, o lance foi anulado por um impedimento inexistente marcado pela arbitragem.

Se os donos da casa não conseguiam marcar, entrou em cena o craque do Boca. Em jogada pela esquerda ofensiva, aos 24 minutos, Riquelme ajeitou e chutou de fora da área, surpreendendo e encobrindo o goleiro Cássio, abrindo o placar da partida.

 

 

Fonte: Veja, Abril.

images (1)

Publicado em maio 16, 2013, em Esportes, Futebol, Noticias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: